Diná

11255553_986037381406788_6430094701859813397_n

Foi mentira
O que disseram

Nove vidas não foram
Suficientes para impedir
Que você fosse

Apesar do meu pesar
Me pesa forte a lembrança
E ainda espero que volte

A me acordar todas as manhãs
Miado manha bigode longo
Convidando a fugir do sonho
Tão só

A me observar atenta quando
Destrincho textos e desvendo enigmas
Misteriosos tanto quanto seu olhar
Âmbar que me julga enquanto julgo escritas

A me ronronar do peito para fora
Qualquer tipo de desassossego de dentro
Vibração rítmica remanejadora
De melancolias intermitentes

Agora
Diná do nada se foi
E não foi mentira
Mas mais pareceu sonho

Por isso que gosto de imaginar
Que você foi ligeira pela toca do coelho branco
Para procurar por Alice
E fascinada pelas maravilhas
Por lá ficou

Não foi mentira
O que me disseram

Advertisements