Húmus

8906202434_ab0bd0bbec_kQuente como terra úmida
Sob sol morno
Areia e mar há quilômetros
Distantes apesar
De o sal do suor me abandonar
Nunca

Sinto na ponta da língua
As franjas das palavras
Como a relva rasa
Como a espuma do oceano
Como a flor da pele
Como as pontas da sua barba
Que me resguardam negras
De monstros e homens
Bárbaros tanto quanto seu desejo
De me arrancar faminto do esconderijo
E fazer de nós um banquete com pressa
E sabedoria de quem come sempre
Pela primeira vez

Advertisements