Fantasmagoria

by Matheus Trunkle

edvard_munch_-_vampire_1895_-_google_art_project

De todos os fantasmas
Minha asma foi um dos menores

O agora-mesmo de sua ausência me faz
Visitas ao menos uma vez por semana
Agouro de pelo e cabelo
Negros de piche e noites mal dormidas

Para ser achado me encolho
Debaixo de lençóis com apenas
Os dedos do pé para fora
E espero seu toque que me desespera
Pois é quente demais para vir de uma simulação

Como uma realidade dormitiva
Que desperta do susto de um cochilo
Durante tardes de calor
O suor me agarra na roupa
Como agarram-me suas mãos
Grandes fortes que me amassam
A pele e a resistência
À falta de ar que provoca você

É assombroso que nada tenhamos feito
Mas que tudo tenha sido feito

Advertisements